Atualmente, muitos empreendedores estão à procura de linhas de crédito para empresas. Prova disso é que, segundo os dados de um levantamento do Serasa Experian, houve um crescimento de 20% em janeiro deste ano em comparação com o mesmo período de 2021. 

Ainda de acordo com a pesquisa, os micro e pequenos negócios tiveram um desempenho expressivo na procura pelo recurso financeiro, marcando alta de 21,2%. 

Considerando essas informações, mostraremos a seguir as melhores linhas de crédito para empresas em 2022 e outros detalhes importantes. Aproveite a leitura.

O que são linhas de crédito para empresas?  

Provavelmente você já deve ter escutado falar sobre linhas de crédito para empresas, recebido alguma proposta do seu banco ou outra instituição financeira nesse sentido.

Linhas de crédito para empresas são empréstimos oferecidos por instituições financeiras com o objetivo de oferecer recursos para um negócio investir em sua infraestrutura ou quitar pendências.

Existem linhas de crédito específicas, assim como acontece com os financiamentos e outras que dão mais liberdade para o empreendedor utilizar a verba de acordo com suas necessidades e objetivos financeiros. 

Além disso, esse tipo de crédito é bastante semelhante ao empréstimo tradicional. No entanto, ele difere em alguns pontos como, taxa de juros menor, possibilidade de usar apenas parte do valor disponibilizado e limite maior. 

Como funcionam as linhas de crédito? 

Uma linha de crédito para empresas funciona de forma semelhante aos empréstimos e financiamentos. Além disso, pode acontecer de a instituição financeira pedir mais informações sobre a finalidade do valor solicitado pela empresa. 

No que diz respeito à contratação do crédito, é necessário que a pessoa jurídica tenha uma conta corrente em algum banco e envie os documentos necessários conforme as exigências da proposta. 

Como escolher linhas de crédito para sua empresa? 

Para escolher a linha de crédito ideal para sua empresa, a primeira etapa passa é definir o uso do dinheiro. Isso é importante pois existem linhas de crédito que exigem essa informação. 

Em seguida, é necessário levantar alguns dados que mexem diretamente com o CET, o custo efetivo total do empréstimo. São eles:

1. Taxas de juros;

2. Taxas administrativas;

3. Impostos;

4. Cláusulas de ajuste de valores (que estão presentes no contrato). 

Além de avaliar esses critérios, vale a pena pesquisar um pouco sobre as instituições que oferecem as linhas de crédito. Nem sempre o seu banco tem a melhor oferta, portanto, vale a pena pesquisar as opções em outras credoras. 

Por fim, pense que a escolha da linha de crédito empresarial certa para seu negócio passa pela saúde financeira. Analise seu controle financeiro, calcule qual é o impacto das parcelas no fluxo de caixa e só então tome uma decisão. 

Essa análise é fundamental para evitar descontrole financeiro e a inadimplência, que pode dificultar muito a obtenção de novas linhas de crédito no futuro. 

Quais são as melhores linhas de crédito atualmente? 

O mercado está repleto de ofertas de crédito para empresas. Porém, nem todas são recomendadas e vantajosas. Então, confira a seguir as melhores linhas de crédito para pessoas jurídicas em 2022. 

Crédito por cooperativas 

Assim como nos bancos comuns, as cooperativas de crédito oferecem produtos de crédito como cartões, financiamentos e empréstimos para capital de giro. 

Uma das vantagens das cooperativas é que costumam apresentar propostas de crédito mais atrativas, tendo em vista que elas são isentas de alguns tributos como PIS e CSLL, o que reflete em custos menores para os cooperados.

Em muitos casos é preciso cadastrar a empresa na cooperativa, o que pode gerar alguns custos como mensalidades e contribuições anuais. 

Microcrédito 

O Microcrédito é um tipo de empréstimo ideal para microempreendedores que desejam iniciar ou expandir um negócio. O modelo é voltado tanto para pessoas jurídicas, quanto para empreendedores informais que não têm fácil acesso a empréstimos ou crédito tradicionais. 

Essa modalidade possui algumas vantagens como isenção de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e taxas reduzidas.  

O valor liberado do Microcrédito costuma ser modesto e não ultrapassar os R$ 20 mil. 

Crédito para capital de giro 

O crédito para capital de giro é indicado para necessidades de curto prazo de uma empresa, pois o prazo médio de parcelamento costuma ser de 12 meses. 

Ao contrário do financiamento, neste caso não há necessidade de indicar a finalidade do empréstimo no momento da solicitação. No entanto, é bastante utilizado para cobrir o fluxo de caixa das empresas. 

A contratação do crédito pode ser feita diretamente no banco ou em instituições especializadas em crédito empresarial. 

Antecipação de recebíveis 

Esse tipo de empréstimo permite que as empresas obtenham lucros antecipados, sendo uma boa alternativa para cobrir despesas no curto prazo. 

Essa antecipação pode ser solicitada em bancos, financeiras, fundos de investimentos em direitos creditórios (Fidc) entre outras opções. 

Peer-to-peer 

Peer-to-peer (P2P) é uma linha de crédito para empresas que conectam tomadores de empréstimos com investidores por meio de plataformas digitais. Dessa forma, é possível tomar dinheiro emprestado diretamente da empresa, sem depender de um agente financeiro. 

Financiamento 

Diferentemente dos empréstimos, os financiamentos são créditos concedidos para uma finalidade específica e definidos em contrato, como a compra de imóveis e equipamentos. 

Os prazos de crédito variam de acordo com a instituição financeira e podem financiar de 80% a 100% dos ativos, com prazos de pagamento que geralmente vão até 60 meses. 

Empréstimo com garantia 

Como o nome sugere, em um empréstimo com garantia, o interessado fornece ativos à instituição financeira para garantir o pagamento das parcelas.  

Como o empresário oferece garantias de pagamento, as chances de inadimplência são reduzidas. Assim, as taxas de juros podem ser mais baixas e os prazos de pagamento mais longos do que outros tipos de empréstimo. 

Na Nobli, por exemplo, é possível contratar essa modalidade de empréstimo e ter acesso aos menores juros para empréstimo pessoal do Brasil, a partir de 0,99% ao mês.  

Quando vale a pena solicitar linhas de crédito?  

São vários os motivos que levam um empreendedor a buscar empréstimos. Alguns deles, porém, são mais recorrentes. Veja:

Fluxo de caixa insuficiente 

Esse é um dos motivos mais comuns que fazem pequenas empresas entrarem com pedido de crédito.  

Dificuldades para pagar contas do cotidiano, como as relacionadas às despesas fixas, podem ser um sinal de que o negócio esteja precisando de uma injeção de caixa para “respirar”.

Nesse caso, aderir a uma linha de crédito pode ser uma boa oportunidade para colocar as contas em dia e reorganizar o financeiro da empresa. 

Necessidade de capital imediato 

Manter o capital de giro consistentemente positivo e ter fundos suficientes para atender às necessidades urgentes pode ser complicado para pequenas e médias empresas.  

Nesse sentido, a contratação de crédito para essa finalidade, pode ser a melhor alternativa para solucionar problemas financeiros inesperados. 

Compra de ativos 

A compra de ativos é outro motivo que está no topo das adesões de linha de crédito para empresas. Isso porque os valores de máquinas e outros bens ligados à produção costumam ser bastante elevados.

Nesse caso, para não prejudicar a produção ou a prestação de serviço do negócio, o crédito para a compra de ativos pode ser a melhor escolha. 

Realizar investimentos 

Fazer investimentos é (ou deveria ser) uma constante no mundo dos negócios. Isso porque é por meio deles que uma empresa consegue crescer e se manter de pé no mercado.  

Sabemos, porém, que investir não é um mero “gastar”, mas uma aplicação que sempre visa a um retorno futuro.  

Em contrapartida, nem sempre é possível investir com o capital próprio, sendo necessário contratar uma linha de crédito voltada para investimentos empresariais. 

Como se preparar antes de contratar linhas de crédito?  

Para evitar problemas futuros, é preciso se preparar antes de contratar qualquer linha de crédito. A princípio, isso pode ser feito em três passos:

Faça um planejamento financeiro 

Um bom planejamento financeiro é essencial para que a contratação de crédito não se torne mais uma dor de cabeça para o empreendedor. 

Para elaborar esse plano, não é necessário utilizar nenhum recurso complexo e demorado. Ter consciência da capacidade de pagamento e das necessidades atuais do seu negócio já facilita muito na hora de escolher uma proposta de crédito. 

Caso o crédito seja destinado para iniciar um novo negócio, é importante analisar o capital necessário para iniciar o plano e se é possível pagar o empréstimo em parcelas antecipadas, pois dependendo do empreendimento, os lucros não costumam ser imediatos. 

Atente-se ao CET 

Ao comparar as taxas das principais linhas de crédito do mercado, é preciso considerar todos os custos envolvidos e não apenas a taxa de juros isolada.  

Sendo assim, a atenção deve estar voltada para o CET (Custo Efetivo Total) da operação, que costuma incluir além das taxas de juros, outros custos como de seguro, registro e gravames. 

Pesquise e faça simulações 

Com a era digital, nunca foi tão fácil ter acesso a informações de crédito. Atualmente, praticamente todas as instituições financeiras disponibilizam em seus sites um formulário para simulação de crédito.

Com a simulação, você consegue visualizar as taxas, parcelas e todos outros detalhes iniciais de uma proposta.

Além disso, o processo de contratação também costuma ser 100% online, sem a necessidade da presença física do empreendedor. 

Com todos esses recursos, fica muito mais simples comparar ofertas e escolher a que melhor se adapta às suas necessidades.

Por fim, agora que você já conhece as melhores linhas de crédito para empresas em 2022, descubra a melhor forma para expandir o seu negócio sem precisar recorrer a opções burocráticas e de difícil acesso. Clique aqui e faça agora uma simulação