A análise de índices econômicos como o IPCA acumulado auxilia na compreensão geral do mercado financeiro e na elaboração de estratégias de investimentos em renda fixa. 

As constantes oscilações na economia brasileira e o recente salto de 5,65% para 6,45% da mediana apurada para IPCA, em 2022, tornam ainda mais necessário o conhecimento por parte dos investidores sobre os índices de inflação.

Confira a seguir mais detalhes sobre esse índice, como ele é calculado, e consulte a tabela do IPCA acumulado dos últimos 12 meses. 

O que é IPCA?  

IPCA é a sigla de Índice de Preços ao Consumidor Amplo – indicador oficial da inflação no Brasil. Ele foi criado em dezembro de 1979 para medir as oscilações nos custos de um conjunto de produtos e serviços consumidos pelas famílias brasileiras.

Para quem investe em renda fixa, o IPCA é um índice muito relevante, já que é utilizado como indexador em várias categorias de investimentos como Tesouro Direto, LCI e CDB. 

Dessa forma, o IBGE realiza mensalmente um levantamento em 13 áreas urbanas e mede aproximadamente 430 mil preços, em 30 mil locais diferentes.  

O processo de verificação da variação dos preços consiste na coleta dos dados do intervalo entre o primeiro e o último dia do mês. Para efeitos de comparação utilizam-se sempre os valores do mês anterior. 

E o que significa IPCA acumulado? 

IPCA acumulado nada mais é que a variação total da inflação em um determinado período; geralmente 12 meses. 

Como é calculado o IPCA acumulado?  

Conforme mencionado no tópico anterior, para definir o valor do IPCA acumulado é feita uma análise da variação dos preços em um período. Para isso, os produtos e serviços são separados em grupos com proporcionalidades diferentes, veja: 

  • 3,42% para serviços de comunicação. 
  • 3,91% para produtos residenciais; 
  • 5,01% para educação; 
  • 5,65% para vestuário; 
  • 10,81% para despesas pessoais; 
  • 12,27% para saúde; 
  • 15,82% para habilitação; 
  • 18,29% para transporte; e
  • 24,77% para alimentos e bebidas.
  • Sendo assim, esses índices levam em consideração não apenas a variação de preço de cada item, mas também seu peso no orçamento familiar.  

    Essa conta leva em consideração a região do Brasil para pesquisas e preços. Após o levantamento dos preços, obtém-se o porcentual mensal do índice de inflação, que somados resultam no IPCA acumulado.  

    Para ter acesso a esses dados não é necessário nenhum cálculo complexo e demorado. Isso porque o Banco Central do Brasil disponibiliza em seu site a calculadora do cidadão, na qual é possível calcular de forma automática os principais índices da economia brasileira. 

    Por que é importante acompanhar essas variações?  

    Acompanhar a variação do IPCA é uma forma de monitorar o poder de compra no decorrer do tempo.  

    Nesse sentido, utiliza-se uma tabela com as variações do IPCA para compreender melhor a situação atual do mercado e elaborar estratégias de investimentos em renda fixa que são indexados. 

    Um exemplo disso são os títulos do Tesouro IPCA, que, como o próprio nome sugere, utilizam o IPCA como taxa de rentabilidade.  

    Os títulos atrelados a esse indicador geralmente são vantajosos para quem busca um investimento seguro e de longo prazo, tendo em vista que o seu retorno nunca estará abaixo da inflação. 

    Por outro lado, quando analisamos outras fontes de renda, como o salário mínimo, esse índice influencia diretamente no seu reajuste anual, já que ele é uma referência para identificar a diminuição do poder de compra do consumidor.  

    Em 2021, por exemplo, o IPCA acumulado foi de 10,06%. No entanto, o reajuste do salário mínimo foi de 10%, ficando um pouco abaixo do calculado. 

    Tabela IPCA acumulado nos últimos 12 meses  

    Como já visto até aqui, o IPCA acumulado é uma importante ferramenta que permite analisar o mercado financeiro e a capacidade de compra das famílias brasileiras.  

    Para deixar ainda mais claro o entendimento acerca desse índice, tomaremos como exemplo a inflação dos alimentos no período atual. 

    Segundo informações de um estudo recente da PUC-PR (Universidade Católica do Paraná), a inflação dos alimentos alcançou 12,67% no acumulado de 12 meses até fevereiro deste ano, superando assim o IPCA de 10,54%, como indicado na tabela abaixo. 

    Isso demonstra claramente a influência da variação dos índices como o IPCA no cotidiano das pessoas. 

    Tabela IPCA Acumulado nos últimos 12 meses

    Data Variação em % Variação no Ano Acumulado 12 meses 
    Fevereiro/2022 1,01 1,56 10,54 
    Janeiro/2022 0,54 0,54 10,38 
    Dezembro/2021 0,73 10,06 10,06 
    Novembro/2021 0,95 9,26 10,74 
    Outubro/2021 1,25 8,24 10,67 
    Setembro/2021 1,16 6,90 10,25 
    Agosto/2021 0,87 5,67 9,68 
    Julho/2021 0,96 4,76 8,99 
    Junho/2021 0,53 3,77 8,35 
    Maio/2021 0,83 3,22 8,06 
    Abril/2021 0,31 2,37 6,76 
    Março/2021 0,93 2,05 6,10 

    Já para os investimentos em renda fixa a lógica é outra, principalmente para os classificados como híbridos, como é o caso do Tesouro IPCA +.  

    Nesse caso, além das aplicações indexadas ao IPCA acompanharem  a variação da inflação, existe ainda a incidência de um juros adicional, possibilitando assim um ganho real nos investimentos.

    Por fim, agora que você já sabe um pouco mais sobre o IPCA e IPCA acumulado, descubra também como a Nobli pode ajudar o investidor. 

    Somos uma plataforma de crédito com garantia de investimentos acessíveis para todos os investidores que já são clientes de um banco ou corretora. 

    Aqui seu investimento pode ser usado para cobrir uma possível inadimplência, sem prejudicar sua reputação ou colocar em risco sua propriedade ou veículo. Utilizamos garantias financeiras estritamente de acordo com as normas do Banco Central, CVM e B3. 

    Então, se você deseja conhecer mais detalhes sobre os benefícios que os investimentos podem trazer, clique aqui e descubra agora.