Até mesmo para quem pensa que não tem o perfil ideal, compreender o que são investimentos na bolsa de valores é fundamental para optar por melhores decisões e maiores cuidados quando o assunto é seu dinheiro.

Atualmente muitas pessoas sabem que o mercado de investimentos existe e que, ele pode oferecer ótimos ganhos. Entretanto, algumas pessoas não entendem como é esse mercado, como começar a investir e como realmente obter retornos significativos. 

Todas essas dúvidas causam insegurança e alguns medos como, por exemplo, a ideia de que é necessário ter muito dinheiro para investir em ações. Se você está pensando ou está pronto para investir em ações, mas não tem certeza de quais os primeiros passos para isso acontecer, você está no lugar certo!

Há muitas informações que você deve entender antes de mergulhar nesse universo. Por isso, neste texto reunimos as principais informações para que ao terminar essa leitura você esteja pronto para dar o primeiro passo para investir em ações de maneira correta. Vamos começar?

O que são ações da bolsa de valores?

Conforme a B3, a bolsa de valores paulista, o número de pessoas físicas que investem na bolsa ultrapassou a marca de 3 milhões em fevereiro de 2021, com crescimento de 77,2% no ano e 3,6% no mês.

As ações representam uma parcela do capital social de uma empresa. Ao comprar uma ação, o investidor se torna sócio desse negócio. Dessa forma, passa a correr os riscos desta empresa e participa dos lucros e prejuízos como qualquer dono ou dirigente.

Ao comprar ações na bolsa de valores você está adquirindo uma pequena parcela de um negócio de terceiros e passa a ser reconhecido como acionista minoritário. Dessa forma, trata-se de um investimento definido como renda variável, pois não é possível definir exatamente qual será o rendimento ao final do período de investimento.

Como é um processo de negociação em um mercado organizado, vendedores e compradores definem o preço durante o período de negociação.

Uma das vantagens de investir em ações é que diferente do processo burocrático de alterações de contratos sociais para entrada e saída na sociedade de uma empresa de capital fechado ou limitada, investir em ações de uma empresa listada em bolsa é uma atividade feita eletronicamente com poucos cliques.

Além disso, a liquidez do mercado acionário, ou seja, a facilidade de conversão de um ativo em dinheiro sem grandes perdas do seu valor, permite que o investidor tenha a oportunidade de se retirar e mudar para outro empreendimento mais atrativo a qualquer momento.

Como a bolsa de valores funciona?

Antes de começar a investir em ações, é necessário entender como todo o processo funciona. A bolsa de valores começa a operar no momento em que uma empresa decide realizar sua oferta pública (IPO), isto é, quando essa organização abre seu capital e disponibiliza parte de seu empreendimento em forma de ações.

Geralmente, as organizações que realizam este mecanismo para adquirir novos recursos que serão utilizados em projetos de expansão dos negócios, seja a abertura de novas unidades ou até mesmo o lançamento de novos linhas e produtos, por exemplo.

Depois disso, acontece o que chamamos mercado primário. O mercado primário é conhecido pela movimentação de ações que antes eram exclusivas da empresa para os investidores, que estão pela primeira vez comprando esses ativos.

Como investir em ações?

Agora que você descobriu o que são as ações e como elas funcionam, está na hora de aprender como realizar esse tipo de investimento. Sendo assim, confira abaixo 5 passos básicos para começar a investir de forma consciente e segura. Confira:

Tenha certeza de que você se encaixa com o perfil de investidor

O primeiro passo, antes de comprar ações, é se questionar sobre qual o seu objetivo com esse investimento, descobrir se o seu perfil de risco é adequado para aplicar em renda variável. Além de, pensar em quais as chances de você precisar do dinheiro em curto prazo.

Para responder essas e outras questões você pode utilizar a Análise do Perfil Investidor, um questionário aplicado pelas próprias corretoras para descobrir as características comportamentais de cada cliente.

Abra sua conta em uma corretora de valores

Para investir em ações e negociar na bolsa de valores é necessário que o investidor tenha uma conta em uma corretora ou instituição financeira que esteja autorizada a operar no pregão. Dessa forma, essas empresas recebem ordens de compra ou de venda e realizam as operações na B3 em nome deles.

Para escolher uma boa corretora alguns fatores precisam ser avaliados. Alguns deles são:

  • Taxas de corretagem;
  • Facilidade de uso de sistemas de negociação;
  • Disponibilização de relatórios;
  • Orientações sobre investimentos;
  • Entre outros.

    O processo para abrir sua conta é relativamente simples. É preciso enviar alguns documentos pessoais e preencher alguns cadastros da corretora. Após a abertura da conta, já é possível realizar a primeira transferência para que os recursos sejam utilizados na compra de ações.

    Escolha sua estratégia

    Após definir seu perfil de investidor, seus objetivos e o momento do mercado para o seu dinheiro é o momento de escolher a estratégia mais indicada para investir em ações.

    Sendo assim, essa estratégia pode tanto estar direcionada em ganhos de curto prazo quanto a longo prazo. O mais importante é entender quanto tempo você pode dedicar diariamente à bolsa de valores.

    Selecione a sua forma de negociação

    Geralmente as corretoras oferecem duas maneiras de negociação para os investidores. Sendo assim, a mais comum delas é o home broker, um sistema eletrônico em que você mesmo cadastra suas ordens de compra e venda, podendo atuar diariamente.

    Neste modo de negociação a corretagem costuma ser de valor fixo.

    Outra opção de negociação é a mesa de operações. Neste caso, o investidor é assessorado por um operador da corretora, e envia-lhe suas escolhas e ordens de compra e venda de ações.

    Entretanto, este modelo costuma ser limitado a clientes de alta renda, e as taxas de corretagem acompanham a tabela Bovespa.

    Escolha suas ações e forme uma carteira

    Por fim, chegou o momento de escolher em quais ações você investirá. Portanto, você pode selecionar um método de análise, entre as opções temos a técnica e a fundamentalista e decidir por conta própria.

    Ou também existe a possibilidade de se valer de relatórios elaborados por analistas especializados no mercado de ações e seguir suas recomendações.

    Crédito com garantia de investimento (CGI)

    Assim como outras opções de ativos financeiros, os investimentos em ações também podem ser elegíveis para tomar crédito com garantia de investimento. A Nobli é especialista neste tipo de operação, oferecendo a você as melhores condições, incluindo as taxas de juros mais baixas do mercado, a partir de 0,99% ao mês.

    Seja para tirar um projeto do papel ou um socorro durante uma emergência, o CGI é uma oportunidade de obter crédito rápido sem precisar resgatar seu investimento.

    Além do mais, nosso processo é todo digital. Assim você não precisa se deslocar nem depender de outras instituições para solicitar o seu crédito e aprovar sua garantia. Com a Nobli, em poucos dias após sua solicitação o dinheiro estará na  sua conta. 

    Quer saber mais? Acesse nosso site, faça uma simulação gratuita e descubra tudo que essa nova oportunidade do mercado pode fazer por você.