As ações da Vale (VALE3) estão entre as mais negociadas na B3, a bolsa de valores brasileira. A companhia é uma das maiores empresas nacionais e, inclusive, tem seus papéis negociados no exterior. Mas será que vale a pena investir em ações da Vale?

A partir de agora, você vai conhecer mais detalhes sobre essa empresa e entender o que precisa levar em conta antes de tomar a sua decisão de investir em ações da Vale.

Também vai descobrir uma outra maneira de usar essas ações em seu planejamento financeiro. Acompanhe! 

O que você precisa saber sobre a Vale

Fundada em 1942, a mineradora era chamada de Vale do Rio do Doce até 2007, quando reduziu o nome para Vale. Ela nasceu como empresa estatal, mas foi privatizada em 1997.

Por atuar em um segmento altamente especializado e ter poucos competidores, a Vale se tornou uma das maiores empresas do mundo. 

Justamente por isso, seus papéis estão entre os mais negociados da bolsa brasileira, oferecendo alta liquidez tanto para investidores domésticos e estrangeiros.

No entanto, a empresa sofre muitos questionamentos em relação à sustentabilidade e ao impacto ambiental de suas operações. 

Vale: principais números
Produção de minério de ferro em 2020300,385 milhões de toneladas
Lucro líquido em 2020US$ 4,9 bilhões
Código de negociação na B3 (ticker)VALE3

Fonte: Vale – Relações com Investidores

5 fatos sobre a Vale

1 – É uma das maiores empresas de logística do mundo

A Vale tem operações de logística para transporte de minério em 30 países nos cinco continentes, com dois mil quilômetros de malha ferroviária e nove portos próprios. No Brasil, opera em 14 estados, transportando minério para exportação, especialmente para a China.

2 – Tem ações negociadas em Madri e Nova York

Fora do Brasil, a Vale tem papéis negociados na Latibex, uma bolsa de valores para ativos latinoamericanos em Madri, na Espanha, sob o código de negociação (ticker) XVALO.

Já na bolsa de Nova York, os American Depositary Receipts (ADRs) da mineradora são negociados sob o código VALE. A companhia também já teve suas ações listadas na bolsa de Hong Kong entre 2010 e 2016.

3 – As ações são mais sensíveis ao dólar, ao mercado de commodities e à China

Com o minério de ferro como carro-chefe, a Vale tem ações mais sensíveis ao que acontece no mercado de commodities

E, uma vez que a companhia exporta grande parte de sua produção, tem grande parte de sua receita em dólar, fator que se reflete em seus papéis.

Além disso, por ter na China um de seus principais mercados consumidores, o crescimento econômico do país também tem influência sobre as ações, que refletem diretamente as expectativas de produção e receita futura da mineradora.

4 – Já foi possível comprar ações da Vale usando o FGTS

Ao lado da Petrobrás, a Vale foi uma das primeiras empresas de capital aberto a ter suas ações compradas em massa pelos investidores brasileiros.

Isso porque em março de 2002, o programa de privatização da companhia permitia que os trabalhadores usassem parte de seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para comprar ações da mineradora

Até hoje, existem cotistas dos chamados Fundos Mútuos de Privatização (FMP), que são administrados pela Caixa Econômica Federal.

5 – A mineradora esteve no centro dos principais acidentes ambientais no Brasil

O rompimento das barragens de rejeitos de mineração em Mariana (2015) e Brumadinho (2019) estão entre os maiores desastres ambientais da história do país.

Os acontecimentos motivaram ações indenizatórias e mudanças em procedimentos de segurança para evitar novos acidentes.

6 – As ações da Vale podem ser usadas para obter um empréstimo

No Crédito com Garantia de Investimentos (CGI), é possível utilizar as ações da companhia e de outras empresas para conseguir recursos extras para os seus projetos.

Essa é uma modalidade ainda pouco conhecida no Brasil, mas que pode ajudar bastante em seus planos, já que você não precisa abrir mão do seu patrimônio e nem dos seus investimentos para conseguir dinheiro.

Na Nobli, a primeira fintech independente a oferecer esse tipo de serviço no Brasil, você pode usar as ações da Vale como garantia para empréstimos com a menor taxa de juros do mercado: a partir de 0,79% ao mês.

Faça uma simulação gratuita no site da Nobli agora mesmo e veja como funciona!

Conclusão: investir nas ações da Vale vale a pena?

Investir nas ações da Vale são interessantes para quem busca retornos consistentes e bom histórico de pagamento de dividendos. Assim, pode ser utilizada tanto na estratégia de construção de patrimônio, quanto na geração de renda.

No entanto, considerando os questionamentos cada vez mais fortes a respeito de boas práticas de ESG (do inglês, Environmental, Social and Governance: iniciativas para preservação do meio-ambiente, para responsabilidade social e para uma boa governança corporativa), o investimento nas ações da mineradora gera controvérsias.

Antes de fazer qualquer investimento, você precisa entender se ele é condizente com o seu perfil de risco e se está de acordo com seus objetivos, especialmente quanto ao prazo de realização.

Dessa forma, você ficará mais confortável com suas escolhas, ainda que haja turbulências no mercado financeiro.

Como você viu, a Vale é uma companhia sólida e que pode ser interessante para o seu portfólio, dependendo dos seus objetivos. Agora que você entende esses pontos, que tal se aprofundar em como investir de forma mais inteligente? Baixe grátis o ebook Como Montar a Carteira de Investimentos Ideal e saiba mais!