Quando se trata do seu orçamento pessoal, quanto menos obrigações você tiver, mais pode investir em seus projetos. Nesse sentido, caso você tenha feito um empréstimo para comprar um veículo, com certeza vai querer saber como quitar um financiamento de carro mais rápido.

Ao acelerar o pagamento das parcelas, você economiza nos juros e nas taxas, libera seus recursos e evita pagar um valor muito superior ao preço de tabela do seu veículo, algo que influencia na decisão de uma possível venda no futuro.

A partir de agora, vamos entender quais são as alternativas para quitar o financiamento de carro mais rápido sem desequilibrar o seu planejamento financeiro. Confira!

Quanto você realmente está pagando no financiamento do seu carro? 

Para ter melhores condições de quitar o seu financiamento mais rápido, primeiro é preciso entender como ele funciona. Todo empréstimo de longo prazo é composto da seguinte maneira:

Valor principal (amortização) + juros + seguros + taxas administrativas

O valor principal (ou principal, apenas) representa o que efetivamente está sendo pago em relação ao total da dívida. Já o restante (juros, seguros e taxas) representa o custo do financiamento: o dinheiro que você deixa para o banco.

Todo mês, o saldo devedor é atualizado e o cálculo da parcela é feito com base nesse valor. Logo, quando você acelera o pagamento das parcelas, o saldo devedor se torna menor e o valor dos juros acaba diminuindo por consequência.

Assim, para quitar um financiamento mais rápido, você precisa acelerar o pagamento do valor principal da dívida, ou seja, a amortização do financiamento.

E é claro, sempre vale prestar atenção não só na taxa de juros, mas também no Custo Efetivo Total (CET)  da operação.

Como acelerar o pagamento das parcelas do financiamento de carro?

Para quitar mais rápido o financiamento do seu carro, o primeiro passo é entrar em contato com a financeira ou o banco que fez a operação.

Verifique o fluxo completo dos pagamento para entender como é feita a amortização do valor principal (sistema SAC ou Tabela Price) e entenda o que você deve fazer para solicitar o abatimento desse valor principal.

Alguns bancos permitem que você faça o pedido diretamente pelo aplicativo ou internet banking. Caso você não encontre essa opção para fazer o processo online, entre em contato com a instituição.

O ideal é que, sempre que possível, você fique em dia com seus pagamentos e busque antecipar as últimas parcelas do financiamento do seu veículo

Porém, considerando o fluxo de pagamentos, vale sempre checar se você está amortizando a dívida de fato ou está apenas pagando a parcela final já com os juros totais embutidos. Na dúvida, busque sempre consultar a sua instituição financeira.

Investir ou quitar o financiamento do carro?

Se você tiver recursos extras, é melhor quitar o financiamento do seu carro ou aplicar o dinheiro?

Via regra, o ideal é priorizar o pagamento de dívidas, considerando que dificilmente as taxas de juros dos investimentos conseguem superar as dos empréstimos.

No entanto, caso você se depare com alguma exceção, pode considerar manter o seu capital investindo enquanto paga o seu financiamento no ritmo original.

Por exemplo: um financiamento de veículos costuma ter uma taxa média de juros de 1% ao mês. Se você encontrar alguma aplicação financeira com retorno superior, o valor do seu patrimônio crescerá mais rápido se o dinheiro estiver investido. No entanto, é bastante raro encontrar investimentos com essa taxa de retorno.

Dicas para pagar um financiamento de carro mais rápido

1 – Faça mais pagamentos por mês

Caso você tenha condições, é interessante realizar mais de um pagamento por mês (a parcela que está vencendo, mais algum valor extra para a amortização). 

Mesmo que você só consiga fazer pequenos pagamentos, isso já ajuda a reduzir a quantidade de juros que você está pagando.

2 – Faça um grande pagamento extra

Se possível, vale a pena usar recursos como 13º salário ou bônus para fazer um pagamento maior do que o convencional. Seguindo a mesma lógica anterior, você reduzirá a base sobre a qual incidem os juros e taxas e conseguirá quitar a sua dívida mais rápido.

3 – Revise o seu planejamento financeiro 

Uma das alternativas para acelerar o pagamento da sua dívida pode ser rever algumas questões no seu orçamento pessoal. 

Será que as suas despesas podem ser reduzidas para ajudar a quitar o financiamento mais rápido? Será que algum gasto pode ser cortado temporariamente para que sobre mais dinheiro para amortizar o valor?

4 – Pague com outro empréstimo/crédito 

Caso você consiga negociar outro empréstimo com taxas de juros menores, pode valer a pena trocar uma dívida pela outra. 

Nesse sentido, verifique se faz sentido fazer a portabilidade do seu financiamento para outra instituição ou se vale a pena tomar um empréstimo para quitar o seu financiamento. Vamos ver mais sobre isso no próximo tópico.

Outras alternativas para quitar o seu carro mais rápido

1 – Empréstimo com garantia de veículo (caso você tenha outro carro)

O crédito com garantia de veículo (auto equity) é uma modalidade em que você usa um veículo quitado como forma de garantir o pagamento do empréstimo. É possível obter um valor equivalente a até 90% do valor do bem.

Tanto carros quanto motos podem ser dados como garantia nessa operação, desde que eles estejam registrados no nome da pessoa que solicita o empréstimo. 

Os veículos passam por uma vistoria que considera o ano de fabricação, o valor de mercado, a quilometragem, entre outros fatores.

Para isso, você transfere a propriedade do bem para quem está emprestando a quantia e, em caso de falta de pagamento, a instituição pode vender o veículo para saldar a dívida.

Esse tipo de empréstimo oferece taxas bem baixas, na casa de 1% ao mês. Portanto, pode ser uma alternativa para levantar recursos e quitar o financiamento original, reduzindo os juros que você está pagando.

No entanto, há custos extras com documentação e avaliação do veículo, o que pode tornar essa opção menos vantajosa.

2 – Crédito com garantia de investimento

O crédito com garantia de investimento (CGI) oferece taxas muito mais baixas do que empréstimos e financiamentos tradicionais. Trata-se de uma possibilidade relativamente recente no Brasil, mas que já oferece a menor taxa de juros do mercado.

Nesse caso, você pode usar aplicações financeiras em renda fixa (CDB, LCI, LCA) ou investimento em ações, BDRs, ETFs e FIIs como garantia de um empréstimo. Na Nobli, por exemplo, você encontra taxas a partir de 0,79% ao mês.

3 – Repasse da dívida para outro comprador

Caso você venda seu veículo financiado, é possível fazer o repasse do financiamento para o novo comprador. 

Além disso, o saldo devedor pode ser quitado abatendo o valor total do bem na negociação. Para isso, o valor financiado pelo novo comprador deve ser igual ou maior que a dívida para que ela seja quitada.

Qual é a melhor forma de quitar um carro financiado? 

A melhor forma de quitar o seu financiamento depende muito do contexto. É importante avaliar sua situação e fazer um planejamento financeiro considerando seus objetivos de longo prazo, sua renda e suas despesas.

E se você tem aplicações financeiras, já sabe que pode usá-las para obter recursos e pagar juros menores sem ter que resgatar seus investimentos.
E agora que você já sabe como quitar um carro financiado mais rápido, aproveite para conhecer também outras modalidades de crédito com garantia. Você vai descobrir que é possível usar várias ferramentas para alcançar seus objetivos financeiros com mais conforto.